• folha-bco
  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Vimeo Icon

Congresso EJA 2019

20 e 21 de Setembro

Colégio Santa Cruz

São Paulo

Baixe aqui a programação completa
dos painéis temáticos

45 anos de Educação de Jovens e Adultos no Colégio Santa Cruz

A EJA do Colégio Santa Cruz

45 anos de atuação

Fundado em 1952 por padres canadenses da Congregação de Santa Cruz, o Colégio Santa Cruz oferece cursos regulares de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio.
 

Em 1974, o Colégio passou a abrir suas portas no período noturno para jovens e adultos que apenas tardiamente puderam escolarizar-se. Naquele ano foi criado o então curso supletivo, hoje chamado de Educação de Jovens e Adultos (EJA).
 

A partir de 2012, o Colégio ampliou a oferta de cursos noturnos, passando a oferecer programas de Educação Profissional Técnica de nível médio.

Os dois cursos são totalmente gratuitos, sendo financiados pelo Colégio por meio de bolsas de estudos integrais. Hoje atendem a cerca de 600 alunos por semestre e contam com uma equipe de educadores própria.
 

Ao manter um já longevo programa de EJA, que chega aos 45 anos, o Santa Cruz afirma seu reconhecimento da importância desta oferta no contexto brasileiro e o compromisso de também atender setores economicamente mais carentes da comunidade em que a escola está inserida, dentro de sua tradição de serviço educacional e social.  

 

Congresso

O Congresso de Educação de Jovens e Adultos é o evento por meio do qual o Colégio Santa Cruz pretende celebrar os 45 anos de seu curso de EJA.

É inegável que, neste período, a Educação brasileira passou por transformações, como a ampliação do acesso à escola e a queda do analfabetismo. Ao mesmo tempo, metade da população jovem e adulta do país segue sem a escolaridade básica completa e 11,8 milhões de brasileiros seguem na condição de analfabetismo. Apesar desta demanda potencial, a EJA vem sendo relegada a um campo marginal nas políticas em Educação e as matrículas vêm caindo.

O Congresso tem por objetivo reunir educadores, pesquisadores e interessados em geral para discutir o cenário da EJA nos tempos atuais e compartilhar boas experiências, acreditando que este fórum possa fortalecer a prática e a militância na Educação de Jovens e Adultos.  

 
 

20 de Setembro - sexta-feira

LOCAL : teatro do Colégio Santa Cruz

18:30  

19:30

Credenciamento

19:30

Abertura – Os 45 anos da EJA do Colégio Santa Cruz

20:30

Conferência: “A relevância do pensamento de Paulo Freire nos dias de hoje” - Prof. Sérgio Haddad (Ação Educativa e Universidade de Caxias do Sul)

21 de Setembro - sábado

MESAS-REDONDAS

9:30

12:00

Mesa 1 – Políticas para a EJA

LOCAL : anfiteatro

Mesa 2 – Práticas pedagógicas na EJA

LOCAL : teatro do Colégio Santa Cruz

13:30

17:00

Apresentação de trabalhos

LOCAL : prédio do Ensino Médio

17:00

Encerramento

Mesa 1 – Políticas para a EJA

 

A educação de jovens e adultos se constitui no Brasil como uma política pública marginal naquilo que se refere ao esforço do Estado em promover a maior escolarização da população. Isso ocorre a despeito de termos cerca de metade da população jovem e adulta sem o ensino fundamental completo e um dos maiores percentuais de analfabetismo da América Latina. Faltam recursos, propostas curriculares próprias para a modalidade, programas de formação de professores, articulação com o mundo do trabalho e projetos intersetoriais que favoreçam a permanência dos sujeitos em um processo escolar.

Considerando esse contexto, algumas questões merecem ser discutidas nesta mesa, que pretende discutir os caminhos da política educacional para jovens e adultos no país. Tendo em vista a recente história brasileira, que avanços podemos enunciar? O que explica nossa dificuldade em fazer valer o direito à educação de jovens e adultos conforme assegura a Constituição? Por que são tão restritos os investimentos para que essa grande parcela da população avance em sua escolaridade? Qual educação de jovens e adultos o país precisa para promover uma maior inclusão social? É possível fazer a educação de adultos avançar sem que esteja articulada ao mundo do trabalho?

 

Local: anfiteatro

 

Um retrato das políticas públicas para a EJA no Brasil

Profa. Dra. Maria Clara Di Pierro (Faculdade de Educação da USP)

 

Políticas de educação para a juventude: a EJA como possibilidade

Profa. Dra. Eliane Ribeiro (Escola de Educação e Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO)

 

Mediação: Prof. Roberto Catelli Jr. (Colégio Santa Cruz e Ação Educativa)

Mesa 2 – Práticas pedagógicas na EJA

 

Considerando a necessidade de ampliar a inserção dos alunos da EJA no mundo letrado e o fato de estarem por mais tempo expostos a aprendizagens fora da escola, é fundamental discutir as diferentes noções de letramento e os usos da linguagem nas mais diversas práticas socioculturais, letradas ou não, na escola e fora dela.

Com base nessa premissa, qual a importância de inserir projetos de letramento em cursos de EJA? Como as atividades de leitura, escrita, cálculo e expressão artística, entre outras, podem assumir a condição de práticas situadas? Como o trabalho com diferentes linguagens e múltiplos letramentos, em contextos escolares e não escolares, pode favorecer a apropriação da linguagem escrita e da linguagem matemática? Como os diferentes letramentos podem favorecer a participação dos alunos e de seu grupo social no mundo? Projetos de letramento cabem na escola?     

 

Local: teatro

 

Práticas de numeramento como práticas de letramento: investigação e ação pedagógica na EJA

Profa. Dra. Maria da Conceição Fonseca (Faculdade de Educação – UFMG)

 

Leitura e novas tecnologias na EJA: interfaces e desafios

Profa. Dra. Márcia Mendonça (Departamento de Linguística Aplicada – UNICAMP)

 

Mediação: Prof. Claudio Bazzoni (Colégio Santa Cruz)

EIXOS TEMÁTICOS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS:

1. Sujeitos da EJA: perfil dos educandos e diversidade

2. Participação dos educandos: modalidades de atuação dentro e fora da escola

3. Formação de professores: especificidades do campo da EJA

4. Formação para o trabalho: articulações da EJA com a Educação Profissional

5. Práticas educacionais e usos sociais das linguagens

6. Formação de leitores: o texto literário para jovens e adultos

7. Políticas intersetoriais: demandas e necessidades dos sujeitos da EJA

Inscrições

INSCRIÇÕES GRATUITAS

Sugere-se a doação de um livro de literatura no dia do evento.

O acervo gerado pelas doações será revertido aos estudantes jovens e adultos do Colégio Santa Cruz.

 

Inscrições encerradas.

Informações: congressoeja@santacruz.g12.br

Telefone: (11) 3024-5198

(de segunda a sexta, das 13h às 22h)

SELEÇÃO DOS TRABALHOS

Os trabalhos serão selecionados por uma Comissão Científica com base nos seguintes critérios: pertinência ao campo da Educação de Jovens e Adultos, rigor conceitual, apresentação do contexto e qualidade do texto.

Pareceres sobre os trabalhos: até 01 de agosto

Os autores de trabalhos selecionados receberão, com o aceite da comunicação oral, informações relativas à apresentação e orientações para a escrita de um breve texto, que poderá ser publicado nos Anais do evento.

Prazo para envio de trabalhos expirado.

Ocorreu um erro, tente novamente mais tarde

Sua inscrição foi realizada com sucesso

 

Palestrantes

Sérgio Haddad

Ação Educativa e Universidade Caxias do Sul - UCS

Doutor e Mestre em História e Sociologia da Educação pela Universidade de São Paulo (USP) e graduado em Economia pela mesma instituição. Tem pós-doutorado pela University of Oxford. É também pedagogo formado pela Faculdade de Educação e Ciências Pinheirense (FAPI).  Fez parte da implementação do supletivo do Colégio Santa Cruz, em 1974, e exerceu a direção do curso até 1989. Foi um dos fundadores da Ação Educativa (1994) e presidente da Associação Brasileira das ONGs (Abong) de 1998 a 2003. Foi professor do Programa de Pós-graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Foi membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República e participou do Conselho Técnico Científico de Educação Básica da CAPES. Atualmente, é coordenador de projetos especiais da Ação Educativa e professor do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Caxias do Sul (USC).

20/9

sexta-feira

Conferência:
“A relevância do pensamento de Paulo Freire nos dias de hoje”

CURRÍCULO LATTES

  • lattes
 

21/9

sábado

Mesa 1 – Políticas para a EJA

"Um retrato das políticas públicas para a EJA no Brasil"

CURRÍCULO LATTES

  • lattes

Maria Clara Di Pierro

Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo - USP

Doutora e Mestra em Educação: História, Política, Sociedade pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e licenciada em Geografia pela Universidade de São Paulo (USP). Atuou como professora de Geografia no ensino básico de 1978 a 1991. Foi uma das fundadoras da organização Ação Educativa. É membro do Grupo de Pesquisa "Juventude e práticas educativas em Educação de Jovens e Adultos", atuando na Linha de Pesquisa "Educação de Jovens e Adultos”. É professora de graduação e pós-graduação do Departamento de Economia da Educação e Administração Escolar da USP. Mantém o site de divulgação científica www.mariaclaradipierro.com.br.

Eliane Ribeiro Andrade

Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO

Professora da Escola de Educação, da Faculdade de Ciências Sociais e do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro- UNIRIO nas áreas de: Políticas Públicas de Educação e Juventude/ Sociologia da Juventude/ Educação de Jovens e Adultos com ênfase na pesquisa e avaliação. Pós-doutorado em sociologia, pela Universidad de La Republica, Urugay. Doutora em Educação pela Universidade Federal Fluminense-UFF, Mestra em Educação pelo Instituto de Estudos Avançados em Educação- IESAE, da Fundação Getúlio Vargas- FGV e Pós-graduada em Avaliação de Programas Sociais e Educativos pelo International Development Research Center e Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura.

21/9

sábado

Mesa 1: Políticas para a EJA

"Políticas de educação para a juventude: a EJA como possibilidade"

CURRÍCULO LATTES

  • lattes

21/9

sábado

Mesa 2: Práticas pedagógicas na EJA”

Práticas de numeramento como práticas de letramento: investigação e ação pedagógica na EJA

CURRÍCULO LATTES

  • lattes

Maria da Conceição Fonseca

Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Mestra em Educação Matemática pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) e graduada em Matemática pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Tem pós-doutorado em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS). Atualmente, é professora titular da UFMG, atuando na formação de docentes que ensinam matemática, e coordena, desde 2005, o Programa de Educação Básica de Jovens e Adultos dessa Universidade. É líder do Grupo de Pesquisa Estudos sobre Numeramento - GEN, vice-líder do Grupo Interinstitucional de Pesquisa em Educação Matemática e Sociedade - GIPEMS, coordenadora do GT 18 - Educação de Pessoas Jovens e Adultas da ANPEd.  É, também, consultora do Indicador Nacional de Alfabetismo Funcional (INAF) e coordenadora do Programa Nossa Escola Pesquisa Sua Opinião - NEPSO - Polo MG.

Márcia Rodrigues de Souza Mendonça

Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP

Doutora e Mestra em Linguística pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Graduada em Letras pela mesma instituição. Atua na área de ensino-aprendizagem de língua portuguesa e desenvolve pesquisas com foco em (multi)letramentos, letramentos do mundo do trabalho, materiais didáticos, organização curricular, análise linguística e formação de professores. É docente no Departamento de Linguística Aplicada da UNICAMP, atua na Pós-Graduação em Linguística Aplicada na linha de Linguagem e Educação. É coordenadora acadêmica da COMVEST, responsável pelas bancas do vestibular da universidade e coordena na Unicamp o Subprojeto Letras, do Programa de Iniciação à Docência (PIBID), desde 2014.

21/9

sábado

Mesa 2: Práticas pedagógicas na EJA
"Leitura e novas tecnologias na EJA: interfaces e desafios"

CURRÍCULO LATTES

  • lattes

Congresso EJA 2019

45 ANOS DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS do Colégio Santa Cruz

20 e 21
de Setembro

COLÉGIO SANTA CRUZ
Avenida Arruda Botelho, 255

Alto de Pinheiros, São Paulo

Informações

congressoeja@santacruz.g12.br

Telefone: (11) 3024-5198 (de segunda a sexta, das 13h às 22h)

  • folha-bco
  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Vimeo Icon